da

da

Dom Bosco faz “textão” para justificar a ida no TJD-MT contra possíveis irregularidades na escalação do União

Foto: Futebol MT - TJD Da FMF Caso União Impetrado pelo Dom Bosco

a última quarta-feira(22), o Dom Bosco entrou no Tribunal de Justiça Desportiva com uma denúncia contra o União Esporte Clube, o teor do documento o clube cuiabano em tese dois atletas do Colorado jogaram de forma irregular, Calado e Kauan foram expulsos em partida válida pelo estadual do ano passado, quando o meia defendia as cores do Sinop e pegaram dois jogos de suspensão, pena imposta pelo próprio TJD-MT.

Ainda segundo a denúncia do Azulão, tanto Calado quanto Kauan teriam cumprido um jogo da pena. Assim deveriam “pagar” a punição no atual campeonato, o que não ocorreu. E ainda no texto, o clube fala de um possível beneficiamento ao União pelo adiamento da estreia no estadual.
Segue o texto publicado no site oficial do Dom Bosco, nesta sexta-feira:
A briga por um futebol Mato-grossense mais organizado, com credibilidade para atrair público nos estádios e na audiência da TV. Para atrair patrocinadores que invistam e deem condições de fazer um melhor espetáculo, sempre foi um discurso comum e fácil para todos os envolvidos e interessados pelo esporte que é a paixão nacional e do nosso estado.
Especialmente dirigentes, fazem uso dessas palavras para, de forma politicamente correta, aparecerem bem nas entrevistas e nos meios de comunicação.
Mas na hora de sair do discurso e ir para a prática... Cobrando e cumprindo as regras e legislações vigentes, se assegurando dos procedimentos inerentes a responsabilidade de ser um gestor do futebol... aí nem sempre a coisa funciona.  É melhor deixar passar, dar o famoso migué, fazer de qualquer jeito, não é?
NÃO! O CLUBE ESPORTIVO DOM BOSCO NÃO PENSA ASSIM. E por isso nesta semana protocolou uma denúncia de infração contra a equipe do União Esporte Clube.
No caso em questão os jogadores Kauan e Calado, titulares da equipe rondonopolitana, jogaram de forma irregular, como iremos explicar logo abaixo.
Ressaltamos todo o nosso respeito pelo time do União. Entidade histórica e de extrema importância para o nosso futebol, bem como a cidade de Rondonópolis, de igual importância para o nosso estado.
Mas não podemos permitir sermos prejudicados pela inobservância de trâmites legais que deveriam ser cumpridos.
O União já foi beneficiado pelo adiamento de sua partida de estréia contra o Cuiabá. Sabidamente o clube de maior investimento no Estado, ao lado do Luverdense, quando o time colorado, ao contrario dos demais clubes participantes do campeonato, não conseguiu colocar os jogadores no BID, Boletim Diário Informativo da CBF. Jogo que foi disputado apenas na última quarta-feira quando o time foi goleado por 3x0 em casa.Se fosse disputa na época prevista anteriormente e começando com uma derrota já de cara, o campeonato poderia ter se desenvolvido de forma diferente, com um ânimo diferente. Isso se o time conseguisse colocar jogadores suficientes para ir a campo, se não poderia ter como resultado um W.O. e incorrer nas sanções previstas nesses casos.

O jogo de estréia do União acabou sendo contra o Araguaia, em Barra do Garças. Um jogo duro, pegado, vencido pelo União com um gol na segunda metade do segundo tempo. Seria a chance dos jogadores Calado e Kauan cumprirem a pena que lhes foi imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso. E se assim fosse, será que o resultado do jogo seria o mesmo com esses importantes desfalques.
O Clube Esportivo Dom Bosco viveu um caso que poderia servir de exemplo. O atacante Paulinho Mingau uma das referências de experiência no clube, das maiores esperanças de gol, que decidiu na partida contra o Operário LTDA, que fez o gol do alívio contra o Araguaia, apesar de já treinar com a equipe desde o início da competição, só pode estreiar no returno da primeira fase. Porque sua documentação não estava regularizada, ou seja ele não tinha condições de jogo.
ENTENDA O CASO
O jogador Calado atuou pelo Sinop Esporte Clube no campenato Mato-grossense de 2016 e o jogador Kauan, atuou pelo União durante o mesmo torneio.
No dia 17 de abril de 2016, União e Sinop se enfrentaram pela penúltima rodada da segunda fase do campeonato. E os dois jogadores se envolveram numa briga e acabaram expulsos.
Os dois cumpriram a suspensão automática na partida seguinte. O União acabou não se classificando para as semi-finais e encerrou sua participação. Já o Sinop acabou com vice-campeão utilizando o jogador Calado no restante da campanha.
Acontece que no dia 09 de junho de 2016 houve o julgamento da expulsão dos dois jogadores pelo TJD-MT e por unanimidade ambos foram penalizados com dois jogos de suspensão.
O campeonato mato-grossense de 2016 já havia terminado e o Código Brasileiro de Justiça Desportiva - O CBJD, é bem claro quando diz em seu artigo 171, parágrafo primeiro  que: \\\"quando a suspensão não puder ser cumprida na mesma competição, campeonato ou torneio em que se verificou a infração, deverá ser cumprida na partida, prova ou equivalente subsequente de competição, campeonato ou torneio realizado pela mesma entidade...\\\", no caso a Federação Mato-grossense de Futebol.
Depois do estadual de 2016, só tiveram os campeonatos sub 19 e a Copa FMF Sub 21. Calado não tem idade para disputar nenhuma delas, logo deveria cumprir seu segundo jogo de suspensão OBRIGATORIAMENTE NO ESTADUAL DE 2017 (o que não foi feito).
Já o Kauan disputou a \\\"Copinha\\\". Poderia ter cumprido seu segundo jogo de suspensão durante a competição de base. Porém assim que sua documentação foi regularizada ele participou de todos os jogos da campanha do União e no Estadual de 2017, novamente ele atuou em  todos os jogos, desobedecendo a punição do Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso.
A situação é bem clara e límpida. Não resta dúvidas da inobservância das sanções impostas aos jogadores e de que o União se beneficiou com o fato. Esperamos que a TJD-MT cumpra seu papel de guardião das regras e a da Justiça no desporto estadual.    
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Futebol MT


Fotos: Redação/SportSinop
Tecnologia do Blogger.