da

da

Julgamento do caso União pode ser marcado para quinta ou sexta-feira

Foto: Atilla Eugênio/ TVCA - Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso TJD-MT
A tendência é que o julgamento do caso União seja marcado para quinta ou sexta-feira em caráter extraordinário, segundo o Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-MT). Não há prazo hábil para que a pauta entre no julgamento de terça-feira, dia específico que o tribunal se reúne para resolver as denúncias. O Colorado está classificado para a semifinal do Mato-Grossense, mas pode cair no tapetão e dar a vaga ao Dom Bosco, clube que protocolou a denúncia. 

O Dom Bosco acusa o União de ter escalado o meia Calado e o zagueiro Kauan de forma irregular. Ambos foram punidos pelo TJD-MT por conta de uma briga no dia 17 de abril de 2016, na vitória do União sobre o Sinop por 1 a 0. Eles foram expulsos e cumpriram um jogo de suspensão no jogo seguinte daquele estadual. 

O problema é que no dia 09 de junho de 2016, quando o Mato-Grossense já havia terminado, o TJD julgou o caso e por unanimidade considerou os dois culpados com a pena de dois jogos de suspensão. Como já haviam cumprido um jogo, os atletas deveriam ter ficado de fora de mais uma partida, sendo esta de um torneio organizado pela Federação Mato-grossense de Futebol. 

Calado, União Rondonópolis (Foto: Emerson Dourado/FutebolMT)Calado, União Rondonópolis (Foto: Emerson Dourado/FutebolMT)
Como eles não jogaram a Copa FMF Sub-21, a dupla deveria ter ficado de fora da primeira rodada do Estadual 2017 - no caso na vitória sobre o Araguaia, no dia 05 de fevereiro. 
Se for punido, o União poderia perder pelo menos seis pontos (três pelas irregularidades e três pelo o que foi conquistado no campo). Com isso, o Dom Bosco assumiria a segunda posição e seria o time classificado à semifinal, além de garantir vaga na Série D 2018. 
A equipe de Rondonópolis tem 16 pontos e um jogo ainda a disputar, nesta quarta-feira, contra o líder Cuiabá, às 20h45, na Arena Pantanal. O Dom Bosco já está eliminado com 14 pontos e aguarda o desfecho do caso para entrar de férias ou não.
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por Cuiabá, MT

Foto: Redação/SportSinop
Tecnologia do Blogger.