da

da

Julgamento do Operário VG fica sem data até nova formação do TJD-MT

Foto:  Robson Boamorte - César Gaúcho presidente do CEOV

Recurso do Chicote da Fronteira seria julgado nesta terça-feira pelo Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso. Tricolor tenta reverter punição de seis pontos e rebaixamento no estadual.



Com om a mudança no comando da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), o Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) acabou sendo desfeito.

Até que o novo presidente Aron Dresch monte a nova comissão, todos os processos estão adiados. A medida revoltou o presidente do Operário Várzea-grandense, César Gaúcho, que tem um recurso no tribunal para tentar reverter o rebaixamento do Tricolor.
O julgamento seria realizado nesta terça-feira, mas não tem uma data prevista para acontecer. O Chicote da Fronteira perdeu seis pontos pela escalação irregular do volante Lê.
- Eu entreguei o recurso no início do mês e marcaram para o dia 30 já sabendo que não teria mais comissão. É uma sacanagem o que fizeram. O ex-presidente da FMF fez isso de caso pensado. Ele quer acabar com o futebol. Tem que ter profissionalismo - disse César.
Durante a posse na sexta-feira, Aron Dresch confirmou que o julgamento foi adiado e que já trabalha para tentar solucionar os processos que ficaram para trás. O presidente do Operário VG afirmou que irá se reunir com Aron na quarta-feira para obter alguma resposta.

Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por GloboEsporte.com, Cuiabá, MT

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.