da

da

Em decisão dividida, TJD absolve o Dom Bosco

Foto: Olharesportivo - Tribunal de Justiça da FMF

Clube foi punido apenas com multa de R$5 mil.

O Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso (TJD-MT) julgou na noite desta terça-feira (6) notícias de infração de União Esporte Clube e Associação Atlética Araguaia, pedindo a perda de 16 pontos do Clube Esportivo Dom Bosco, pelas escalações irregulares dos atletas Bruno Felipe e Claudeci Galdino.

Após debate acalorado entre o advogado do Dom Bosco, Geandre, e do União, Samuel, os cinco julgadores começaram seus votos. O relator entendeu pela pena máxima de perda de 16 pontos e multa de R$6 mil, sendo acompanhado por um representante.
Outros dois julgadores optaram pela pena mínima, sem perda de pontos e multa de R$5 mil. O quinto voto foi por pena de 10 pontos e multa de R$1 mil. Com o empate entre a pena máxima e mínima, o presidente da sessão declarou que nesse caso deve-se aplicar apenas a punição de R$5 mil.
Logo após o anúncio a sala do TJD, que fica dentro da sede da FMF, entrou em ‘polvorosa’, com os cerca de 40 presentes se levantando e muita gritaria. Os representantes do Colorado clamaram para que o presidente proclamasse seu voto de minerva, mas sem sucesso.
“Vão passar vergonha novamente no STJD”, vociferou o advogado do União ao se retirar da sala. A afirmação foi feita em referência à vitória que o Colorado conseguiu no caso da Copa FMF 2017. Curiosamente, Geandre Bucair usou do entendimento do STJD, no ‘princípio do insignificância’, para requerer a absolvição.

Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Olharesportivo

Fotos: Redação/SportSinop


Tecnologia do Blogger.