Jogos da Copa do Brasil podem ser de portão fechado na Arena Pantanal

Foto: Olimpio Vasconcelos - Operário VG e Avaí na Arena Pantanal pela Copa do Brasil 2015

Os times mato-grossenses que disputam a Copa do Brasil convivem com um dilema: podem ter de jogar com os portões fechados na Arena Pantanal. O governo de Mato Grosso ainda não apresentou todos os laudos necessários para as disputas nacionais. Eles são imprescindíveis para que o estádio seja liberado em torneios organizados pela CBF. O prazo é até a próxima segunda-feira, para que as datas sejam mantidas.
 

O Opérário VG recebe o Avaí no dia 20 de abril e, inclusive já começou a venda de ingressos. O Dom Bosco joga no dia seguinte, contra o Nacional-AM, também na Arena Pantanal. Já o Cuiabá, entra em campo no dia 27, contra a Juazeirense. 
A Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), responsável pelo elo entre governo e CBF, mostrou preocupação com o atraso na elaboração dos laudos de segurança e combate ao incêndio, que são exigidas pela entidade que comanda o futebol nacional. É o governo de Mato Grosso que realiza a gestão e manutenção do estádio, que custou R$ 700 milhões e ainda não foi finalizado. Segundo a FMF, o laudo já deveria ter sido entregue antes, mas até o momento somente promessas de data foram ouvidas. 

Em contato com a reportagem, o tenente coronel Abadia da Cunha, responsável do governo dentro da Arena Pantanal, admitiu que os laudos estão atrasados, mas garante que tudo será resolvido. 

Cuiabá, Operário FC, Arena Pantanal (Foto: Pedro Lima/Cuiabá Esporte Clube)Arena Pantanal (Foto: Pedro Lima/Cuiabá Esporte Clube)
- A CBF mudou alguns pontos no começo do ano e estamos na fase de finalizar tudo. Alguns itens não estavam previstos, mas já temos tudo em mãos para mandar. Devemos mudar ainda nesta sexta-feira ou no máximo na segunda. Da parte do governo está tudo certo. 
Para a disputa do Campeonato Mato-Grossense, a Arena Pantanal está liberada por um alvará concedido pelo estado. Para os torneios nacionais, porém, a CBF exige que todos os itens estejam de acordo com as normas especificadas. 
Caso os laudos não cheguem até segunda-feira, a CBF vai oficializar a medida de liberar as partidas, porém com portões fechados. Sem a presença de público, justamente por falta de segurança que a confederação exige. Os laudos exigidos são: Segurança; Condições Sanitárias e de Higiene; Vistoria de Engenharia; Acessibilidade e Conforto; e Prevenção e Combate de Incêndio e Pânico. 
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por Cuiabá, MT

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.