Marchiori lamenta lesões e pede "concentração absurda" ao elenco

Foto: Pedro Lima/Cuiabá Esporte Clube - Fernando Marchiori, treinador do Cuiabá

As lesões de atletas importantes como os volantes Bogé e Fabricio e o meia Geovani, tem atrapalhado o desempenho do Cuiabá, segundo o treinador Fernando Marchiori. O trio está vetado da partida de estreia na Copa do Brasil, marcada para esta quarta-feira, contra o Juazeirense, fora de casa. Antes deles, o clube sofreu com as perdas dos atacantes Geílson e Igor, do volante Felipe Blau e do lateral-esquerdo Maninho. 

- Essas lesões nos atrapalharam, e vêm nos atrapalhando bastante em relação a mantermos a mesma equipe. Além do estudo dos adversários, essa situação também nos complicou bastante. Agora é ter tranquilidade e solucionar da melhor forma possível. Vamos quebrar a cabeça para montar o time. Estamos com dificuldades no meio, mas vamos tentar suprir da melhor forma possível - disse o treinador. 

O treinador falou da importância em uma boa campanha na Copa do Brasil, que além de garantir mais jogos ao time, também garante dinheiro aos cofres - em casa fase do torneio nacional, o Dourado embolsa cerca de R$ 200 mil. Ele pediu concentração elevada ao grupo para voltar com um bom resultado. 
- Agora nós entramos num período em que os detalhes fazem a diferença. É onde o nível de concentração tem que ser altíssimo. O nível de concentração tem que ser absurdo pra que você não cometa erros. Você pode ter uma oportunidade só pra fazer o gol, e não tem que dar nenhuma para o adversário. Agora todos os jogos são decisão. Todos os jogos são decisivos daqui pra frente, todos tem uma importância incrível, então temos que estar preparados. 
Geovani marcou o primeiro gol do Dourado (Foto: Pedro Lima/Cuiabá)Geovani está fora da partida na Bahia, por lesão (Foto: Pedro Lima/Cuiabá)
Nos últimos jogos, ele tem atuado praticamente com quatro atacantes, com Uederson e Maikinho mais recuados e Igor e Geílson mais próximos à área. Apesar das seguidas perdas de atletas para o departamento médico e improvisações no time, o comandante não vê falta de entrosamento. 
- Eles treinam igual né. Então isso é importante. Tudo que um time faz, o outro faz. As situações são todas iguais pra que todos tenham a mesma assimilação. Claro que você jogando junto,  passa a conhecer mais essas situações. Mas, a partir da segunda fase a gente iria dar uma sequência maior pra alguns atletas, só que nós estamos tendo a infelicidade dessas lesões. 
Apesar da derrota para o Sinop por 1 a 0, na última rodada do Mato-Grossense, o Dourado segue como vice-líder do grupo D e estaria classificado à semifinal caso o torneio terminasse hoje. Pela Copa Verde, porém, a situação é mais delicada - o Dourado perdeu de 3 a 1 para a Aparecidense-GO, na Arena Pantanal, e viu a vaga na semifinal ficar mais distante. 
Juazeirense e Cuiabá jogam nesta quarta-feira, às 19h30 (de MT), pela partida de ida da primeira fase da Copa do Brasil. 
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Paula Ruhling da TV Centro América

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.