Amazônia Seguros

Cuiabá e Salgueiro desperdiçam as chances de gol e ficam no zero a zero

Foto: Globoesporte.com - Lance de Cuiabá e Salgueiro

Cuiabá e Salgueiro se enfrentaram neste domingo, na Arena Pantanal, pela quinta rodada da Série C do Campeonato Brasileiro. De olho no G-4 do grupo A, as equipes fizeram uma partida bastante equilibrada na capital mato-grossense. Mesmo com os times criando boas chances, o duelo entre  Dourado e  Carcará terminou empatado em 0 a 0.

Com o resultado, o Cuiabá chega aos cinco pontos. O Salgueiro permanece no G4, com oito pontos, mas caiu da terceira para a quarta posição. Na próxima rodada, no domingo, o Dourado visita o ASA, às 16 h. No mesmo dia, só que às 19 h, o Carcará recebe o Fortaleza, no estádio Cornélio de Barros.
O JOGO
O primeiro tempo da partida entre Cuiabá e Salgueiro foi marcada pelo equilíbrio. As equipes não se esconderam do jogo e criaram boas chances. Mesmo perdendo o atacante João Carlos, que saiu lesionado aos sete minutos do jogo, o Dourado foi quem assustou primeiro o rival. Após um chute forte de Uendel, o goleiro Luciano defendeu, evitando o gol dos donos da casa.
Ainda sem vencer fora de casa, o Salgueiro teve a chance de abrir o placar aos 21 minutos. O atacante Tatu recebeu um bom passe, mas, na hora da finalização, mandou para fora. Apesar da boa movimentação dos dois times, a primeira etapa na Arena Pantanal terminou no 0 a 0. 
A partida continuou equilibrada no segundo tempo. Assim como aconteceu na etapa anterior, quem assustou primeiro foi o time do Cuiabá. Aos 19, Julinho cabeceou para fora, assustando o goleiro Luciano. Três minutos depois, o Salgueiro respondeu. Luiz Paulo chutou forte e o goleio Henal fez uma grande defesa. 
Quando Vanger caiu na área aos 32 minutos, a polêmica tomou conta da Arena Pantanal. Os jogadores do Dourado esperavam a marcação da penalidade, mas  o árbitro Carlos Ronne Casas de Paiva marcou falta, deixando os donos da casa na broca. Depois da confusão, o Cuiabá ainda conseguiu acertar a trave do goleiro Luciano duas vezes. 
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Globoesporte.com
Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.