Câmara Municipal

Câmara Municipal

Reservas vacilam no fim, Vasco é castigado e só empata com o Luverdense fora de casa: 01 à 01

Foto: Globoesporte.com - Lance de Luverdense e Vasco da Gama
A julgar pela escalação, um ponto a mais, que garante a liderança isolada na Série B. A julgar pela partida, dois pontos perdidos fora de casa. De olho na Copa do Brasil, o Vasco foi ao Mato Grosso com um time repleto de reservas, fez 1 a 0 no Luverdense com Yago Pikachu, mas foi castigado no minuto final. O gol de Alfredo, de cabeça, já aos 45 do segundo tempo, deu números definitivos e mais justos ao confronto válido pela 16ª rodada da Série B, no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde.
Foto: Globoesporte.com - Lance de Luverdense e Vasco da Gama



O resultado deixa o Vasco na liderança isolada da Série B, com 32 pontos, seguido de perto pelo CRB, que tem 31. A distância para o Paraná, quinto colocado, é de seis pontos. Quarta-feira, o compromisso é pela Copa do Brasil, às 21h50 (de Brasília), diante do Santa Cruz, no Arruda. Com o empate por 1 a 1 em São Januário, é preciso vencer ou empatar por dois ou mais gols para avançar às oitavas. O Luverdense, por sua vez, é o nono colocado, com 22, e visita o Bahia, sábado, às 18h30.

Com dez reservas, o Vasco sentiu a falta de entrosamento e sofreu com o Luverdense no primeiro tempo. Menos mal que o único titular era Martín Silva. Com o time da casa em cima até os 35 minutos, coube ao uruguaio garantir o 0 a 0 com boas defesas em finalizações de Tozin e do ex-vascaíno Jean Patrick. Sem saída de bola, os cariocas não conseguiam manter a posse em seus pés, mas melhoraram com a entrada de Mateus Pet. Nos minutos finais, já com a partida mais equilibrada, Evander e Thalles finalizaram com perigo ao gol de Gabriel Leite.

O Vasco voltou para o segundo tempo mais organizado, mais seguro de si, e conseguiu impor a superioridade técnica mesmo com um time repleto de reservas. Conduzido por Evander, muito bem no meio-campo, passou a controlar as ações e chegou ao gol aos 14. Após chutão de Martín, Thalles ganhou a segunda bola, Evander escorou de cabeça, e Yago Pikachu desencantou. Com tranquilidade, tocou na saída do goleiro para marcar seu primeiro gol com a camisa vascaína. A partir daí, o que se viu foi um Luverdense desordenado em busca do ataque, enquanto os cariocas tentavam administrar o resultado. Martín Silva era pouco exigido, mas a insistência foi premiada aos 45, quando Alfredo recebeu de Paulinho e cabeceou com estilo. Tudo igual em Lucas do Rio de Verde.

Foram necessárias 27 partidas para Yago Pikachu desencantar com a camisa do Vasco. Reserva mais utilizado por Jorginho ao longo da temporada, o lateral-direito mostrou a força ofensiva que o fez se destacar com a camisa do Paysandu e aproveitou bom passe de cabeça de Evander para tocar na saída do goleiro e marcar o primeiro gol pelo clube. Agora, são 63 gols na carreira.

Jorginho deixou a maioria de seus titulares no Rio de Janeiro, mas levou Martín Silva para Lucas do Rio Verde. O torcedor do Vasco em casa deve ter exclamado: "Ainda bem!". No primeiro tempo, o uruguaio teve atuações determinante para manter o 0 a 0 e fez defesas difíceis em finalizações de Tozin e Jean Patrick. Com a faixa de capitão no braço, iniciou ainda a jogada do gol de Yago Pikachu, mas nada pôde fazer na finalização de Alfredo, já aos 45 minutos do segundo tempo.

Se já tinha um time com dez reservas, o Vasco teve a situação ainda mais complicada no interior do Mato Grosso com duas lesões no primeiro tempo. Após pancada no tornozelo, William foi substituído por Mateus Pet ainda aos 17 minutos de bola rolando, enquanto Caio Monteiro deixou o gramado aos 45 com uma lesão muscular para dar lugar a Andrey. Curiosamente, no entanto, a equipe subiu de produção na etapa final, com destaque para Mateus Pet e Evander.

Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Globoesporte.com
Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.