Segunda Divisão de MT não deve ser disputada na temporada 2016

Foto: Adriane Rangel/FMF - Operário FC, Operário Ltda, Dom Bosco, Arena Pantanal

A Segunda Divisão do Campeonato Mato-Grossense não deve ser disputada na temporada 2016. Além de ser deficitária, o torneio quase não tem times interessados e, para piorar, falta estádio em Cuiabá com a interdição do estádio Dutrinha. Esses fatores devem cancelar a competição que seria disputada no segundo semestre e valeria duas vagas no Campeonato Mato-Grossense 2017. Com isso, o estadual do ano que vem deve ter 10 times. 

- Temos que repensar muita coisa no futebol mato-grossense. Será que adianta fazer uma competição para os times se endividarem. Eu sei da situação das equipes, as dificuldades financeiras. Na própria Copa FMF Sub-21 que está em andamento, os times passam por problemas. Tem a questão do estádio em Cuiabá, em que só temos a Arena Pantanal que fica cara para essas partidas como da segundona - disse o presidente da Federação Mato-grossense de Futebol, João Carlos de Oliveira. 
Ainda de acordo com o presidente, apenas o Grêmio Sorriso manifestou interesse concreto em disputar o torneio. No ano passado, o Operário FC foi campeão invicto da competição e decepcionou na elite com apenas um ponto em 8 jogos. O vice-campeão foi o Araguaia, que teve boa campanha no estadual 2016 ao chegar na semifinal. 
- Se o torneio realmente não acontecer, não teremos nenhum time com acesso. O Mato-Grossense será disputado com os 10 times que terminaram o torneio deste ano. 
Neste ano, os rebaixados para a segundona foram o Rondonópolis (que cumpre punição de dois anos pela desistência) e o Poconé. 
Nos últimos anos, a maioria das competições estaduais contam com desistências antes da hora e times sem a estrutura necessária para um padrão mínimo de qualidade. Além de ficarem devendo para jogadores, os times acumulam dívidas com empréstimos e ações trabalhistas. 
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por Cuiabá, MT

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.