João Carlos evita falar em reeleição no 1º pleito pós dinastia de Carlos Orione

Foto: Robson Boamorte - João Carlos de Oliveira, FMF, Mato Grosso

Com o fim do calendário de 2016 do futebol mato-grossense, um tema começa a rondar os bastidores da bola no estado: a eleição da Federação Mato-grossense de Futebol que, pela primeira vez em 40 anos, não terá Carlos Orione como candidato. Seu eterno escudeiro João Carlos Oliveira é quem está à frente da entidade desde fevereiro após a renúncia do Barão com problemas de saúde. Ele, porém, evita falar sobre o tema eleitoral. 

- Ainda é cedo para falar sobre isso. Nem estou pensando. O que pretendo é continuar com um mandato democrático, com espaço para todos os clubes. Temos um calendário cheio para os clubes, basta eles se programarem, buscarem uma gestão de qualidade. A eleição é somente em maio, vamos buscar terminar bem esse ano e realizar um grande campeonato estadual no próximo ano - disse João. 
João Carlos era vice-presidente da FMF desde a década de 80 e já tinha exercido a função nas diversas licenças de saúde de Orione. Seu mandato vai até maio de 2017. 
No próximo ano, o torneio que abre o calendário estadual é justamente o Campeonato Mato-Grossense, com início previsto para o dia 29 de janeiro. Ele, porém, ainda não está totalmente definido já que alguns clubes sempre costumam desistir. Em 2014, foi o Sorriso. Em 2016 foi a vez do Rondonópolis. 
Por ora, o torneio ainda não foi comercializado, mas de acordo com o presidente algumas conversas estão em andamento. Em 2015, o torneio foi vendido para uma rede de lojas. 
- Não posso falar sobre isso sem que tenha algo concreto. Não quero criar falsa expectativa para os clubes. Mas esperamos boas notícias em breve. 
Arbitral Mato-grossense 2017 (Foto: Robson Boamorte)Arbitral Mato-grossense 2017 (Foto: Robson Boamorte)
Quando foi oficializado no poder, João Carlos contava com o apoio da maioria dos clubes, mas sua gestão é considerada centralizadora segundo alguns dirigentes ouvidos pela reportagem. Algumas frentes já começam a surgir nos bastidores, mas nenhum nome ainda se lançou oficialmente. Antes de João Carlos, a federação chegou a ser comandada pelo presidente do Luverdense, Helmute Lawisch entre 2014 e 2015. 
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por Cuiabá, MT

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.