Luverdense bate o Criciúma e mantém a esperança de acesso à elite nacional: 02 à 01

Foto: Maico Gaúcho/ Luverdense EC - Luverdense, Criciúma, Passo das Emas

Uma vitória, dois gols e três pontos que mantém, por menores que sejam, as esperanças do Luverdense de brigar por uma vaga na elite em 2017. Na partida desta terça-feira, pela 34ª rodada da Série B, o Verdão do Norte recebeu outro franco-atirador, também com mínimas chances de acesso, e se encarregou de acabar de vez com o sonho do Criciúma. Depois de ter o domínio do jogo e sair na frente com Jean Patrick, levou susto no empate de Bruno Baio, mas garantiu o triunfo como mandante em finalização de Raphael Macena: 2 a 1. 



Com o resultado positivo e a boa série de resultados no Passo das Emas, o Luverdense alcança a sétima colocação, os 50 pontos e fica a quatro do Náutico, time que abre o G-4 (o time pernambucano, porém, ainda joga na 34ª rodada), faltando mais 12 pontos em disputa. O Criciúma, que não vence há quatro partidas, permanece com 47 pontos e cai uma posição na tabela, dando adeus à luta pela elite nacional. 



As duas equipes voltam a campo na próxima semana na chamada "superterça", rodada cheia com 10 jogos da Série B. De volta a Santa Catarina, o Criciúma enfrenta o Ceará no Heriberto Hülse, na terça-feira, 19h15. Um pouco mais tarde, às 21h30, o Luverdense pega o Vasco no Rio de Janeiro.


O jogo


Com necessidades de vitória para ainda sonharem com possibilidades, mesmo que pequenas, de acesso à Série A, Luverdense e Criciúma entraram em campo sem muita pressão, quase como franco-atiradores. Por jogar em casa, time do Mato Grosso teve as melhores chances, mais posse de bola e merecia a vitória parcial na primeira etapa, conquistada apenas aos 37 minutos, em bela finalização de Jean Patrick. Mais disposta em campo, a equipe da casa teve um rival com pouca inspiração e que novamente contou com o goleiro Luiz para evitar um placar mais elástico.



Na etapa final, porém, o Criciúma precisou ir para cima, e ganhou vida. Logo o treinador trocou Marlon pelo centroavante Bruno Baio, que marcou na primeira oportunidade que teve, após cruzamento açucarado de Roberto. A partir dai, o jogo se abriu: Jean Patrick teve chance de marcar seu segundo pelo LEC, enquanto Raphael Silva, pelo Tigre, quase virou para os catarinenses. Luiz ainda apareceu mais vezes em grandes intervenções, enquanto a trave e o goleiro Diogo Silva também cumpriam seus papeis do outro lado em finalizações de Caique Valdívia. 

Até que um contra-ataque mortal do Verdão do Norte definiu o placar em Lucas do Rio Verde. Diogo Sodré tocou na passagem de Raphael Macena, que acabara de entrar. O atacante, com sangue novo, ganhou fácil na velocidade do marcador e só teve o trabalho de tocar na saída de Luiz. Belo lance do time mato-grossense para garantir os três pontos e ainda uma esperança de chegar entre os quatro melhores da Série B. 
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por Lucas do Rio Verde, MT
Fotos: Redação/SportSinop 

Tecnologia do Blogger.