Times da capital e baixada cuiabana se movimentam na montagem dos elencos

Foto: Futebol MT - Times começam a se movimentar

Com o campeonato estadual de 2017 marcado para o fim de janeiro, os times mato-grossenses começam a se movimentar no sentido de montar o elenco para a próxima temporada. Dos clubes da capital é o Cuiabá, já Mixto, Dom Bosco, Operário Várzea-grandense e Operário FC correm contra o tempo se organizarem fora e dentro de campo para a disputa.


O Dourado se prevalece da base que permaneceu do Brasileiro da Série C, como o goleiro Henal e o volante Léo Salino, além da subida para o profissionais de parte do elenco campeão da Copa FMF sub 21, mas a diretoria não parou por ai, a diretoria anunciou um pacotão de oito atletas, com destaque para o experiente volante Natan, que já atou pelo próprio Dourado.

O Mixto ainda não definiu seu treinador para o estadual, Gianni Freitas atual treinador do Sub 21 é o preferido diretoria, mas ainda não há nada de concreto. A informação é que o comando mixtense trabalha com mais três nomes de treinadores, mas Gianni segue como prioridade, para montagem do elenco, nomes cogitados são os velhos conhecidos da torcida, como Pretinho, Pará e o meia Fernando ex- Cuiabá.

As coisas pelos lados do Dom Bosco não andam nada boas, com a saída de um grupo de pessoas que comandavam o futebol do clube, a Associação Leões da Colina (Aleco) decidiu sair de cena em 2017. Com isso, a presidência do clube já até sinalizou pela não disputa do estadual, sem um apoio financeiro, a intenção é proteger o patrimônio do clube sem contrair dívidas. A definição da participação ou nçao do Azulão da Colina deve sair nas próximas semanas.

Já a dupla de Várzea Grande, Operário Várzea-grandense e Operário FC se organizam de forma opostas, enquanto o Operário Várzea-grandense se reforça fora de campo com nomes de peso, como Maninho de Barros e Éder Taques e no elenco com jogadores do Estado. O Operário FC será incógnita neste período de preparação, o clube se prepara no interior de São Paulo e tem como treinador o homônimo do ex- goleiro paulista Solito, já técnico do OPE, Solito Alves, terá a missão de apagar a pífia campanha do estadual deste ano, onde o time só não caiu por conta da desistência do REC.  

Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Futebol MT


Fotos: Redação/SportSinop
Tecnologia do Blogger.