Valdir Papel é oferecido ao Cacerense, mas salário esfria negócio

Foto: Reprodução/ TVCA - Valdir Papel, União Rondonópolis 
Desde o dia 6 de janeiro treinando, o Cacerense apostou em um time que mistura juventude e experiência para a disputa do Campeonato Mato-Grossensse desse ano. Além de jogadores formados pelo próprio clube, a Fera do Pantanal garantiu também a presença de um ataque forte, com Lolo, artilheiro da temporada passada com 8 gols, e Kaique, ex-Cuiabá.

Mas o setor ofensivo do Cacerense poderia ter ficado ainda mais forte. É que essa semana, o nome de Valdir Papel foi ventilado nos bastidores do clube, como um possível reforço para o estadual 2017. Mas segundo a diretoria, alguns detalhes impediram a negociação com o atacante.
- O Valdir Papel entrou em contato com uma pessoa ligada ao clube aqui, pra falar do interesse dele em defender o Cacerense, a gente até achou um bom nome pra vir, mas a pedida salarial foi acima do teto que a gente pode pagar hoje, ele pediu 5 mil por mês, e ainda teria que ficar em um hotel, porque ele não pode ficar em república né como os outros jogadores, então achamos melhor nem abrir a negociação - disse Raimundo Elias, diretor de futebol do Cacerense.
Valdir Papel que já defendeu clubes como Vasco e Sport, já passou por clubes de Mato Grosso como Luverdense, Sinop e União de Rondonópolis. Enquanto ninguém de renome chega, o clube segue contratando dentro da realidade financeira estabelecida pelo departamento de futebol para 2017. Nesta quinta-feira, será apresentado o goleiro Geilson de 23 anos, que estava no Rondoniense-RO.
A estreia da Fera do Pantanal está marcada para o dia 1 de fevereiro, em casa, no estádio Geraldão, contra o Sinop. Até lá, o clube pretende testar o time em pelo menos dois amistosos. Segundo a diretoria, o primeiro pode acontecer no dia 21 de janeiro, contra o Cuiabá.
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Por Cuiabá, MT

Fotos: Redação/SportSinop
Tecnologia do Blogger.