Amazônia Seguros

Com um a mais, Náutico vence Cuiabá e sai na frente em duelo pela Copa do Brasil: 02 à 01

Foto: Globoesporte.com - Lance do Jogo entre Náutico e Cuiabá

Timbu não joga bem no primeiro tempo, mas se aproveita de expulsão de adversário na segunda etapa para construir vitória por 2 a 1 e levar vantagem para duelo de volta.



E NA VOLTA?

Para o jogo de volta, que acontece no dia 14 de março, o Náutico entra em campo com a vantagem do empate. O Cuiabá precisa vencer por uma vantagem mínima - de um gol - para levar a disputa para os pênaltis. Para avançar direto, precisa vencer por dois gols de diferença.

PRIMEIRO TEMPO

O Náutico entrou em campo com uma postura diferente em relação aos outros jogos de 2018. O técnico Roberto Fernandes abriu mão de um meia fazendo a função clássica do camisa 10 para ter Wallace Pernambucano e Ortigoza juntos no ataque. Com isso, Robinho e Medina, abertos pelas pontas, tinha a função de criar. A estratégia não deu certo e o Timbu fez 45 minutos de um futebol travado. A única chance foi num erro do Cuiabá, quando Negretti antecipou um passe no meio de campo e chutou forte, carimbando a trave de Victor. A equipe do Mato Grosso parecia não querer muito jogo. Quando teve a posse de bola, procurou trabalhar com cuidado para não ceder o contra-ataque para os pernambucanos e Bruno não teve muito trabalho.

SEGUNDO TEMPO

O Náutico voltou um pouco mais ofensivo na segunda etapa, sem o volante Josa e com o atacante Tharcysio em campo. Apesar da mudança, o jogo recomeçou igual. As coisas só começaram a mudar aos 11 minutos, quando Marcelo Xavier derrubou Ortigoza na entrada da área e foi expulso. Na cobrança, Breno acertou a barreira , no rebote, Ortigoza mandou para o fundo das redes.

A vantagem durou pouco. Aos 22 minutos, Doda aproveitou vacilo de Thiago Ennes e deixou tudo igual. Mas o Timbu, com um a mais em campo, seguiu em cima. E dez minutos depois Tharcysio aproveitou o rebote mal dado do zagueiro Ednei depois de tentativa de Ortigoza e fez 2 a 1, garantindo a vitória.

OVACIONADO

A relação do atacante Ortigoza com a torcida do Náutico é de lua de mel. Depois de estrear com um gol e uma assistência contra o Afogados, pelo Campeonato Pernambucano, o paraguaio foi decisivo mais uma vez na Arena de Pernambuco. Nesta quarta-feira, ele sofreu a falta que ocasionou a expulsão do zagueiro Marcelo Xavier, do Cuiabá, e marcou o primeiro gol na sequência. Ainda teve uma leve participação no gol que garantiu a vitória, marcado por Tharcysio. Como não poderia ser diferente, foi muito aplaudido ao ser substituído.

COMPARECEU

Se não foi um grande público, pelo menos serviu para bater o recorde do futebol pernambucano na temporada. Atendendo ao pedido da diretoria, 5.302 alvrrubros estiveram na Arena de Pernambuco nesta quarta-feira. O melhor público do Timbu havia sido no jogo contra o Itabaiana, pela Copa do Nordeste, com 3.897 torcedores. Em Pernambuco, o recorde era no clássico entre Santa Cruz x Náutico, no Arruda. Na ocasião, o público foi de 6.015.

PRÓXIMOS JOGOS

Os dois times voltam a entrar em campo apenas na quarta-feira da próxima semana. O Timbu joga contra o Belo Jardim, fora de casa, pela última rodada da primeira fase do Campeonato Pernambucano. Já o Cuiabá, recebe o Atlético-ES, pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa Verde.

Na Copa do Brasil, o reencontro entre Cuiabá e Náutico está marcado para o dia 14 de março, na Arena Pantanal, em Cuiabá.

Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Globoesporte.com

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.