Amazônia Seguros

Cuiabá e União decidem nesta terça-feira título da Copa FMF de 2017; União já apela no tapetão

Foto: 24 Horasnews - Lance do 1º Jogo entre União e Cuiabá

As duas equipes realizaram nesta segunda-feira seus trabalhos finais para o jogo. E a expectativa de ambos é, apesar de desfalques, é ter equipes motivadas em campo para buscar o título no tempo normal, sem precisar dos tiros livres diretos, as cobranças de penalidades máximas.


Nesta terça-feira, na Arena Pantanal, a partir das 20h10, Cuiabá e União, que empataram no primeiro jogo, começam a decidir quem será o campeão da Copa Federação Mato-grossense de Futebol Sub-19, do ano passado, que esta sendo realizada por decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva da Confederação Brasileira de Futebol.
As duas equipes realizaram nesta segunda-feira seus trabalhos finais para o jogo. E a expectativa de ambos é, apesar de desfalques, é ter equipes motivadas em campo para buscar o título no tempo normal, sem precisar dos tiros livres diretos, as cobranças de penalidades máximas.
Para esta final o União não poderá contar com o volante Max, que levou expulso no primeiro jogo da final e vai cumprir suspensão automática. Outro desfalque é Gabriel que recebeu o terceiro cartão amarelo.
O técnico Bolívar ainda não definiu os substitutos. Nas demais posições o grupo será o mesmo que atuou no empate no primeiro jogo da final com: Thiago Neves, Henrick Gabriel, Taillysson, Caio, Éder, Marcelo Henrique, Alysson, Vinicus Gonçaves e Lucas dos Santos.
No Cuiabá, o técnico Itamar Schulle faz suspense para definir quem será o substituto do zagueiro Matheus, que foi expulso no primeiro jogo da final. Ele afirma que tem três nomes que podem começar jogando: João Pedro, Elias Lara ou Bruno Gustavo.
Tapetão
Mas enquanto os treinadores procuravam definir suas equipes para esta grande decisão, a diretoria do União estava nesta segunda-feira trabalhando nos bastidores e tentando melar, mais uma vez, a competição. Os dirigentes apresentaram uma denuncia de que o Cuiabá teria cometido uma grave infração ao ter escalado Matheus Ernandes, que foi expulso na final, de forma irregular, pois o atleta estaria registrado no Boletim Informativo Diário (BID) como jogador do Mixto, por empréstimo.
A diretoria unionina reclama ainda que o Cuiabá escalou sete jogadores amadores quando o máximo permitido são seis. Também consta na denúncia que o atleta Guilherme Murilo foi inscrito fora do prazo estabelecido para disputar a copinha.
“O Cuiabá utilizou todos estes artifícios nesta competição que já é manchada pelos tribunais. Ele (Cuiabá) que se diz um clube exemplo acabou usando isto de forma muito arbitrária. Colocar um atleta que estava inscrito em outro time passou dos limites. Agora vamos ver como o tribunal vai agir diante de uma denúncia contra o time do Dourado, time do presidente da Federação, Aron Dresch”, desabafou.
Fonte: SportSinop/Valcir Pereira e Redação 24 Horas News

Fotos: Redação/SportSinop

Tecnologia do Blogger.